Reunião debate políticas públicas de segurança no Paranoá Parque

Moradores do Paranoá e gestores públicos estiveram reunidos para discutir políticas públicas de segurança no Paranoá Parque. O encontro realizado pelo Câmara em Movimento, aconteceu no sábado, dia 9 de junho, na Administração Regional do Paranoá.

Representantes do 20º Batalhão de Polícia Militar do Paranoá, Coordenação Geral de Prevenção, Cultura de Paz e Articulação Territorial/SUSEC/SSP-DF, Secretaria de Estado do Esporte, Secretaria de Estado de Cultura, Administração Regional do Paranoá, Conselho de Segurança do Paranoá, e Subprograma Esporte à Meia Noite/SEDF/SESUC-SSP participaram da reunião.

Moradores e gestores públicos estiveram reunidos para discutir políticas públicas de segurança no Paranoá Parque


Na ocasião, o Conselho de Segurança do Paranoá apresentou proposta de projeto envolvendo “Ações Comunitárias de Segurança Pública” construído de forma coletiva com a participação de lideranças do Paranoá Parque. O Projeto sugere atuação em rede, integrando políticas e parcerias com órgãos governamentais, organizações públicas e privadas, associações, ongs e comunidade local. O projeto já foi encaminhado aos órgãos presentes na reunião pública para que tomem ciência e discutam os encaminhamentos.

Durante o encontro, a comunidade também relatou diversos casos de violência diárias ocorridas no Paranoá Parque. Além disso, os moradores reivindicaram a implantação de equipamentos públicos (escolas, posto de saúde, assistência social, etc). A falta de planejamento e a chegada de mais 25 mil pessoas na região afetaram todos os serviços essenciais como segurança, saúde e educação.

O representante do 20º Batalhão de PM do Paranoá reafirmou a falta de efetivo e informou as medidas já adotadas, como por exemplo o envio do Comando Móvel Itinerante que se instalou no Paranoá Parque durante uma semana. Ele ainda solicitou o auxílio da comunidade na construção de soluções e se colocou à disposição para o diálogo.

O assessor da Secretaria de Esporte falou dos projetos do órgão e a importância de se trabalhar políticas integradas para sanar as questões de segurança pública naquela região. Em relação aos Programas Picasso Não Pichava e Esporte à Meia Noite, o representante da Secretaria informou que é necessário construir um projeto detalhado com as secretarias responsáveis e a comunidade local.

A Administração Regional relatou iniciativas relacionadas às políticas públicas de saúde, assistência social, educação, utilização de espaços públicos por trailers de lanches, projetos para iluminação e fechamento de becos. O Administrador deverá realizar reuniões de trabalho com os síndicos para tratar de cada ação específica.

Em relação aos quiosques, que hoje são utilizados como pontos de distribuição de drogas e prostituição, a Secretaria das Cidades e a AR estão trabalhando em edital para chamamento público para que esses espaços sejam direcionados para comerciantes, de preferência moradores do Paranoá Parque.

Galeria de Fotos

Nenhum comentário:

Postar um comentário